When it all started for me...



Confira a versão em português no fim do texto.


The first time that I came to Brasil off the top of my head was November 2002, I was 19 and didn't know anything about Brazil at all..

Who remembers Habbo Hotel?! I just googled it and it still exists! Back then it was pretty new, basically it was a place to chat but it was different to most traditional chat rooms. It's basically a virtual hotel, there is a lot of various different rooms and places you could go and meet friends. You could even get a job and earn virtual money and could then build your on private chat rooms.

When you first registered on the website the first thing you would do is create your avatar and then you would go into the hotel and then meet people in the various rooms and chat. 

As an alternative to chatting on MSN a friend of mine suggested trying out this new website habbo.com, we created our avatars and then we met inside and started exploring the hotel and chatting. Then something happened I was there in the hotel with my avatar facing my friends avatar talking but he stopped replying, his avatar was just staring.. It was something that after more time spent in Habbo hotel I realised happened quite a lot, it was in the day of 56k dial up modems, this was a data intensive website and it had crashed for my friend, leaving me standing and talking to myself! 

After I realised I was talking to myself, I soon moved on and started trying to talk to some strangers. I soon met someone. We will call her Gabriela! Gabriela and I started talking, we talked about the normal things, how old we were, where we were from, what we were interested in, the usual small talk. The thing that intrigued me in our first conversation was the fact of where she was from, Brazil. I knew absolutely nothing about Brazil at the time, I remember at school reading some case studies on São Paulo but apart from that, I was Jon Snow of Brazil. 

I can't remember really what I asked Gabriela about Brazil or what I said I knew about Brazil but I can't even imagine how stupid I probably came across! Probably me being a charming English gentleman made Gabriela who was 16 at the time overlook the BS I thought I knew about Brazil! It must have, as at the end of the conversation we added each other on AOL chat. 

I think it was probably around September when we started talking. It was only a month after intensive chatting that I decided that I wanted to go to Salvador, Brazil and meet Gabriela. Back then, I never had a webcam and neither did she, before I went to Brazil all I had seen of Gabriela was some photos of her! I don't know if I was more naive or crazy?! I think I was a lot of both!

Gabriela introduced me to some of her school friends, we also became close, one guy was from the South of Brazil but had moved up to Salvador about a year previous, another guy was half Danish half Brazilian but had lived in Brazil all his life, she introduced me to her best friend and various other friends of hers. I think that because she introduced me to so many of her friends it made me feel very comfortable with the idea of going to a then, completely random country. She could have been deceiving me but it was becoming a very complicated lie if that was what it was!

Gabriela talked to her parents and they agreed that I could come and stay for 2.5 weeks, I bought my tickets to come and that was it! About a week before I came, Gabriela told me that she had fabricated a bit of a lie to her parents so that they would allow me to come.. Gabriela had been to London before on a school exchange and she had told her parents that my family is one of the families that she had stayed with so she knew me from then!

I couldn't even tell myself that it was just a white lie to feel a bit better about deceiving her parents, it was a blatant lie! I never felt very comfortable with this but I went anyway  and it changed my life..

There are and have been a lot of influential people in my life, including my parents, family, friends and girlfriend but there has been no one person, that has influenced the direction of my life in such a way as "Gabriela" and I'm very thankful to her for being so friendly and making me feel so comfortable, comfortable enough to make me travel half way around the world to a very different country and stay with people that I had never met before. I'm thankful for her giving me the opportunity to make such a big direction change in my life!

Click here to like my Facebook page and get updated on new posts!





Leia também em português:

A primeira vez que eu vim ao Brasil, assim de cabeça, foi em novembro de 2002. Eu tinha 19 anos e não sabia praticamente nada sobre o país.

Quem lembra do Hotel Habbo? Acabei de jogar no google aqui e vi que ainda existe! haha Na época, o site era muito famoso e era tipo um lugar que as pessoas se encontravam pra bate-papos online, mas acabava sendo diferente das salas de bate-papo tradicionais. Habbo Hotel é basicamente um hotel virtual, que tem vários tipos de salas e "cômodos" diferentes nos quais você pode passear e conhecer gente. Dá até pra conseguir um emprego e ganhar dinheiro virtual pra construir seu próprio prédio e sala de bate-papo privados.

Assim que você se registra no site, a primeira coisa que se faz é criar um avatar e depois entrar no hotel. Depois é possível ir conhecendo as pessoas que estão dentro dessas salas e conversas.

Como uma alternativa para as conversas que a gente já tinha no MSN, um amigo meu sugeriu que a gente experimentasse esse novo site, o habbo.com. Daí, criamos nossos avatares e nos encontramos lá dentro, quando começamos a explorar o hotel e a conversar com o povo. Foi então que, um belo dia, eu estava conversando com meu amigo quando, de repente, percebi que eu continuava falando, mas ele tinha parado de responder e o avatar dele tinha ficado congelado me encarando... E foi depois de um certo tempo entrando no Habbo que eu percebi que isso acontecia o tempo todo. Era a famosa era da internet discada e o site recebia um acesso intenso, então, naquele dia, meu amigo tinha me deixado lá sozinho falando com o vento!

Depois que eu percebi que tinha ficado falando sozinho, comecei a tentar falar com outras pessoas aleatórias e rapidamente conheci alguém. Vou chamá-la de Gabriela! Gabriela e eu começamos a conversar sobre as coisas comuns tipo nossa idade, de onde a gente era, o que a gente gostava de fazer e por aí vai... Mas, na nossa primeira conversa, eu fiquei intrigado com o lugar de onde ela disse que era: o Brasil. Eu não sabia absolutamente nada sobre o Brasil naquela época. Lembro de ter lido alguns estudos de caso na escola sobre o estado de São Paulo, mas além disso eu era tipo o Jon Snow do Brasil.

Eu não lembro o que foi que eu perguntei pra Gabriela sobre o Brasil ou o que foi que eu disse que sabia a respeito do país dela, mas não consigo nem imaginar o qual retardado eu devo ter sido! haha Provavelmente, ter sido um cavalheiro inglês bem charmoso deve ter feito Gabriela, que tinha lá seus 16 anos na época, superar as babaquices que eu achava que sabia a respeito do Brasil! Deve ter sido isso porque, no final da conversa, a gente acabou se adicionando no chat da AOL.

Eu acho que foi lá por meados de setembro que a gente conversou a conversar e daí, depois de um mês intenso de conversas, eu decidi que queria ir a Salvador, pra conhecer Gabriela. Na época, eu não tinha webcam e ela também não, então, antes de ir pro Brasil, tudo o que eu tinha visto de Gabi eram algumas fotos dela! Eu sei lá se eu era ingênuo ou maluco?! Acho que era um pouco de cada! haha

Gabriela me apresentou a alguns dos amigos dela de escola e a gente também acabou se aproximando. Um dos caras era do sul do país, mas tinha se mudado pra Salvador um ano antes e outro cara era metade dinamarquês, metade brasileiro, mas tinha morado no Brasil a vida toda. Ela me apresentou à sua melhor amiga e a vários outros amigos dela. Acho que, por causa do fato dela ter me apresentado a tantos amigos, isso me deixou confortável pra viajar para um país completamente aleatório. Ela podia estar me enganando, mas teria sido uma mentira bem complicada se esse fosse o caso!

Gabriela conversou com os pais dela e eles concordaram que eu poderia ir pra casa deles e ficar por lá durante duas semanas e meia. Daí eu comprei minha passagem e foi isso! Uma semana antes deu vir, Gabriela me contou que tinha inventado uma história pros pais dela, pra eles me deixarem vir... Ela tinha vindo pra Londres antes, pra fazer intercâmbio numa escola, então ela disse pros pais dela que a minha família era uma das famílias com as quais ela tinha ficado durante esse período, então ela já me conhecia dessa época!

Eu nem conseguia enganar a mim mesmo sobre essa mentira ter sido uma mentira simples só pra me fazer sentir melhor sobre estar enganando os pais dela. Era uma mentirona mesmo! Eu nunca me senti muito confortável com isso, mas fui do mesmo jeito e isso mudou a minha vida...

Eu tenho e tive diversas pessoas que influenciaram a minha vida, incluindo meus pais, minha família, amigos e namorada, mas nenhuma dessas pessoas teve tanta influência na direção que a minha vida tomou quanto "Gabriela". Sou muito grato a ela por ter sido tão amigável comigo e por ter me feito sentir tão confortável... O suficiente pra me fazer viajar pro outro lado do mundo, pra um país super diferente, pra ficar com pessoas que eu nunca tinha visto antes. Eu sou muito grato a ela por ter me dado a chance de fazer essa mudança dramática no rumo que a minha vida tomou!


clique aqui pra curtir minha pagina no facebook e ver as atualizações no facebook e meus novos posts!

Mark Cullingford

2 comments:

  1. Que coragem vim assim pra um país sozinho sem conhecer nada e ninguém, só a 'Gabriela'. Que bom que deu certo e vocês estão juntos hoje! :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. haha Na verdade, eu e Gabriela nunca ficamos "juntos" :P minha namorada de agora é uma pessoa que eu conheci beeeem depois! Obrigada por ler aqui :D

      Delete

Instagram